Cheiro de Hortelã

domingo, 11 de agosto de 2013

E de repente aquele cheiro invadiu a sala.
Um cheiro que me faz viajar nas minhas lembranças mais profundas,
Não sei lhe dizer ao certo, de onde vinha aquele cheiro, pode ser que da prateleira onde eu organizei todos aqueles livros antigos que você adorava e que não se cansava de ler, reler...
Pode ter sido daquele canto da sala, que eu deixei do seu jeito, intocável.
Mas o fato é que ele me faz lembrar tanto de você, do seu riso, do seu olhar.
E daquelas manhãs em que você me acordava com beijinhos e pão com nutella.
Me fez lembrar daquele filme chato que você me fez assistir, e eu fiquei falando o tempo todo que preferia o  vilão ao mocinho.
E daqueles domingos de futebol, em que você ficava cantando o hino do seu time toda  vez que o meu perdia.
São tantas lembranças.
Só que hoje meu querido, quando sinto seu cheiro, prefiro ir pra cozinha e fazer um chá de hortelã.
Você sempre odiou  hortelã.


0 comentários:

Postar um comentário